segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Mensagem para um 15 de Outubro bem brasileiro

Parabéns pelo meu dia como professor? Parabéns é uma ova, amor pela profissão é o caralho. Dou aula porque me identifiquei com essa função para fins puramente lucrativos, o que vier de compensação psicológica, mental é bem-vindo, claro, mas eu gosto é de , contemplar música, literatura, jogar conversa fora com aqueles que gosto/amo. Trabalhar tem de ser bom, sim, tem de ser prazeroso, mas é TRABALHO, sua, cansa, desgasta e requer compensação, ou não teria esse vocábulo de origens etimológicas duvidosas (basta uma rápida verificação). Vou viver o que viver e hoje, aos 23 anos, tenho essa profissão que serve mais de 'bico', mais como um 'faz-dinheiro' temporário, enquanto faço mestrado e continuo a estudar. Dou aula majoritariamente para adultos em cursos de inglês regulares/particulares, JAMAIS ousaria lecionar para infantes ou indivíduos em fase de formação, uma vez que não recebo condições suficientes para tal empreitada. Meu estado é vergonhoso, corrupto, degenerado e governado por ladrões e habitado por cidadãos crédulos, ignorantes e semi-analfabetos. Nos 'desenvolvemos' sob olhares desconfiados e ameaçadores de quem disfarça a presente condição com discursinhos humanitários, sociais, marxistas, toda essa ladainha falsa e preguiçosa dentro da qual eu mesmo me formei, com uma frustração constante e confusa, não sabia se por ali ficava ou buscava outras chances, mas por todos os lados que olhada era mesma coisa. Nesse continente ressentido, em meio a toda essa besteira enorme. Não falo isso em caráter 'reacionário', falo isso por puro desabafo, nesse dia que só me deixa ainda mais frustrado. Não tenho um pingo de esperança nesse país que tenta ser pacífico mas é o centro do caos, haverá sempre esferas inalcançáveis, a democracia vai ser sempre a voz do imbecil sendo ouvida (e não haveria como ser diferente sem cairmos em mais uma ditadura ridícula como a história nos dá exemplos), e  por cima do imbecil sempre haverá um filho dos coronéis de décadas passadas, um pingo ao menos da herança nojenta que nos foi deixada desde que invadimos (sou branco) esse continente e as migalhas que aqui ficaram se transmutaram em uma nova tentativa de civilização, que por milênios se mostra infrutífera, agressiva e imutável (no sentido de que sempre voltará ao mesmo ponto). Parabéns pelo dia do professor? Repense.

Nenhum comentário: